RSS

Com uma final emocionante, Sesi vence Cruzeiro e leva o caneco da Superliga Masculina

25 abr

Mesmo com os cruzeirenses lotando o Mineirinho, o Sesi dá show de emoção e conquista título inédito

CHUTE A GOOL
Vinícius Cordeiro

Nesse domingo de Páscoa, 24, o Sesi São Paulo levou o caneco da Superliga Masculina. O jogo foi contra o Sada Cruzeiro no Mineirinho. O equilíbrio das equipes foi crucial para sustentar a emoção até o fim do jogo. Aternando pontos, Sesi e Cruzeiro arrancavam os gritos da galera presente. Casa lotada, muita vibração, torcida cruzeirense em peso, só por ai já dá pra imaginar a emoção que rodeava a quadra. Mas nem toda a força dos torcedores do Cruzeiro puderam abalar as estruturas do Sesi. A equipe paulista venceu por 3 sets a 1, com parciais de 25/19, 19/25, 27/25 e 25/17.

Destaque nas atuações do Sesi para o melhor do mundo Murilo, o líbero Serginho e o grande Thiago Alves, que acabou sentindo fortes câimbras ao final da partida e teve de deixar seus companheiros terminarem o trabalho. Quem também fez bonito na equipe do Sesi foi Wallace, considerado melhor atacante e maior pontuador da Superliga, e Vini, que praticamente decidiu o jogo e dominou os pontos do último set. E foi reconhecendo todo esse destaque que Murilo renunciou seu prêmio de melhor recepção do campeonato e entregou para aquele que, segundo Murilo, merecia muito mais.

– Para mim ele foi o melhor e merece muito esse prêmio. Aliás, toda a nossa equipe merecia. Mas Vini é especial. É um central com 1,94m e já tinha sido campeão aqui com o Florianópolis. Para mim este era o título que faltava e batalhamos muito por ele. Não jogamos bem, mas tivemos cabeça. Antes bateu na trave agora foi gol – disse Murilo.

– Olha a humildade desse cara! Não sei descrever nem o que estou sentindo. Murilo é o melhor do mundo e quem sou eu perto dele? Estou muito feliz de ter ajudado o time nesta conquista – comemorou Vini, e completou – É o trabalho de um ano inteiro que estamos finalizando aqui hoje. Foi difícil. Estão todos de parabéns. Eu não fiz nada. Parabéns ao Cruzeiro também. Esse título é do grupo. Estou muito emocionado.

O talento também se mostrou forte fora das quadras. Ali, no canto, passando as instruções, foi que Giovane também conquistou seu espacinho no hall dos grandes. O comandante do Sesi é o segundo brasileiro a conquistar títulos da Superliga como atleta e técnico.

– Aprendi com o Bernardinho nos tempos de seleção que isso não importa. O principal é o todo e não o individual, e essa equipe é maravilhosa. Ele dizia que quando se ganha a gente fica com a alma mole e a virtude dele foi sempre fazer as pessoas terem vontade de ganhar como se nunca tivessem ganhado. Esse título veio mais rápido do que eu esperava. Só que eu ainda tenho muito a melhorar e a aprender. Minha vida vai ser assim a partir de agora: aprender cada vez mais – disse Giovane.

Siga @Torcida2014

Anúncios
 
 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: